Blog Movimento Universal

A eterna menina egoísta

Posted by Movimento Universal on Saturday, April 4, 2009 Under: Cristiane Cardoso

A eterna menina egoísta

Dinheiro, roupas, jóias, casa, carro, etc., são coisas que freqüentemente revelam que tipo de pessoa nós somos. Não é a maneira como nos vestimos ou cuidamos daquilo que nos pertence, mas sim o quanto desejamos possuir essas coisas.

Há pessoas que se apegam às coisas que possuem agora porque durante toda a sua vida não tiveram condições de adquiri-las. Outras, apenas pelo simples prazer de terem cada vez mais e mais. Por essa razão, muitas mulheres acabam perdendo tudo o que têm, vivendo sem aquilo que precisam, e ate mesmo passando necessidade.
Nada é suficiente para elas. A vida não é suficiente. Elas estão sempre desejando ter mais disto ou daquilo; se apegam ao pouco que têm e jamais pensam em compartilhar. Talvez, ao ler este artigo, você até se sinta indignada. Mas pode ser que você seja exatamente como elas! Por exemplo: quando foi a última vez que você deu alguma coisa para alguém! Ou quando foi a última vez que você deixou de ter para si a fim de que outra pessoa pudesse ter? Tudo pelo simples prazer de dar...
Eu aprendi esta lição quando ainda era muito jovem. Minha mãe sempre fez questão de aproveitar todas as oportunidades para oferecer algo para as outras pessoas. Nós não tínhamos muito, mas, todo Natal, dávamos a maioria dos nossos brinquedos para crianças carentes das favelas do Rio. Nós aprendemos bem cedo a nos desprender de nossas coisas para que, quando crescêssemos, elas não influenciassem o nosso jeito de ser. Eu tinha apenas 8 anos de idade, mas o prazer de ver uma outra criança receber a minha melhor boneca compensava o sacrifício. Nunca tínhamos nos visto antes, e provavelmente nunca iremos nos ver de novo; talvez elas nem tenham entendido o verdadeiro significado daquela nossa atitude. Na verdade, nós é que fomos abençoadas. Quanto mais nós dávamos, mais Deus nos abençoava.

Eu acredito que o problema está dentro de cada pessoa. Ela não percebe que quanto mais se apegar ao pouco que tem, menos terá. Está escrito e comprovado! Olhe para as pessoas que são egoístas. Veja se são felizes com o que têm... Tenho certeza que não. Nada lhes é suficiente e o que possuem não lhes traz alegria. Tenho amigas e amigas – umas que fazem o extraordinário para dar; outras, que se contentam apenas em receber. Geralmente, dou para os dois tipos de amiga, mas lá no fundo eu sei qual delas será verdadeiramente abençoada. Elas podem não ter condições de comprar o mundo, mas têm disposição para dar o que têm, mesmo que lhes falte. Isso é o que faz a diferença de amiga pra amiga; de mulher para mulher; de cristã para cristã.

Umas estão prontas para sacrificar, outras, prontas apenas para receber. Quem será abençoada no final das contas? Aquelas que sacrificaram! Não tem jeito, não existe outro caminho, não há desculpas. Se você não dá, você não recebe. Não há mais o que explicar. Por que alguém questionaria esse fato? Agora, pergunte a si mesma quando foi a última vez que você deu ou sacrificou por alguém (esqueça de si mesma por um instante, certo?). Responda com toda a sinceridade. Será que você precisa de mais explicações para o fato de não estar sendo abençoada?

Na fé,

Cristiane Cardoso


(Texto de autoria unica e exclusiva: D.Cristiane Cardoso)

In : Cristiane Cardoso 


Tags: cristiane mulher 

Blog Movimento Universal

Movimento Universal
Brasil
Movimento Universal

Blog Archive

 

A eterna menina egoísta

Posted by Movimento Universal on Saturday, April 4, 2009 Under: Cristiane Cardoso

A eterna menina egoísta

Dinheiro, roupas, jóias, casa, carro, etc., são coisas que freqüentemente revelam que tipo de pessoa nós somos. Não é a maneira como nos vestimos ou cuidamos daquilo que nos pertence, mas sim o quanto desejamos possuir essas coisas.

Há pessoas que se apegam às coisas que possuem agora porque durante toda a sua vida não tiveram condições de adquiri-las. Outras, apenas pelo simples prazer de terem cada vez mais e mais. Por essa razão, muitas mulheres acabam perdendo tudo o que têm, vivendo sem aquilo que precisam, e ate mesmo passando necessidade.
Nada é suficiente para elas. A vida não é suficiente. Elas estão sempre desejando ter mais disto ou daquilo; se apegam ao pouco que têm e jamais pensam em compartilhar. Talvez, ao ler este artigo, você até se sinta indignada. Mas pode ser que você seja exatamente como elas! Por exemplo: quando foi a última vez que você deu alguma coisa para alguém! Ou quando foi a última vez que você deixou de ter para si a fim de que outra pessoa pudesse ter? Tudo pelo simples prazer de dar...
Eu aprendi esta lição quando ainda era muito jovem. Minha mãe sempre fez questão de aproveitar todas as oportunidades para oferecer algo para as outras pessoas. Nós não tínhamos muito, mas, todo Natal, dávamos a maioria dos nossos brinquedos para crianças carentes das favelas do Rio. Nós aprendemos bem cedo a nos desprender de nossas coisas para que, quando crescêssemos, elas não influenciassem o nosso jeito de ser. Eu tinha apenas 8 anos de idade, mas o prazer de ver uma outra criança receber a minha melhor boneca compensava o sacrifício. Nunca tínhamos nos visto antes, e provavelmente nunca iremos nos ver de novo; talvez elas nem tenham entendido o verdadeiro significado daquela nossa atitude. Na verdade, nós é que fomos abençoadas. Quanto mais nós dávamos, mais Deus nos abençoava.

Eu acredito que o problema está dentro de cada pessoa. Ela não percebe que quanto mais se apegar ao pouco que tem, menos terá. Está escrito e comprovado! Olhe para as pessoas que são egoístas. Veja se são felizes com o que têm... Tenho certeza que não. Nada lhes é suficiente e o que possuem não lhes traz alegria. Tenho amigas e amigas – umas que fazem o extraordinário para dar; outras, que se contentam apenas em receber. Geralmente, dou para os dois tipos de amiga, mas lá no fundo eu sei qual delas será verdadeiramente abençoada. Elas podem não ter condições de comprar o mundo, mas têm disposição para dar o que têm, mesmo que lhes falte. Isso é o que faz a diferença de amiga pra amiga; de mulher para mulher; de cristã para cristã.

Umas estão prontas para sacrificar, outras, prontas apenas para receber. Quem será abençoada no final das contas? Aquelas que sacrificaram! Não tem jeito, não existe outro caminho, não há desculpas. Se você não dá, você não recebe. Não há mais o que explicar. Por que alguém questionaria esse fato? Agora, pergunte a si mesma quando foi a última vez que você deu ou sacrificou por alguém (esqueça de si mesma por um instante, certo?). Responda com toda a sinceridade. Será que você precisa de mais explicações para o fato de não estar sendo abençoada?

Na fé,

Cristiane Cardoso


(Texto de autoria unica e exclusiva: D.Cristiane Cardoso)

In : Cristiane Cardoso 


Tags: cristiane mulher 
Make a Free Website with Yola.